Teste

Cana-de-açúcar: ciclos e condições climáticas

30/03/2022
Cultura • Cana-de-Açúcar
Cana-de-açúcar: ciclos e condições climáticas

O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar e muito disso se deve às temperaturas favoráveis e ao manejo adequado da parte dos produtores. Ainda assim, a plantação de cana envolve inúmeros desafios, dentre eles condições climáticas e especificidades de cada fase do ciclo.

 

Continue a leitura e conheça melhor 5 fases de crescimento da planta e quais as condições climáticas ideais para cada uma delas.

 

 

 

1. BROTAÇÃO É a fase que se dá no início, nos 30 primeiros dias após o plantio. Para ter sucesso, as temperaturas não podem estar muito frias: é preciso uma temperatura mínima de 12 ºC, ainda que o recomendado para melhor produtividade sejam temperaturas acima de 20 ºC. Nesta fase, a luminosidade ainda não é um fator limitante.

 

 

 

 

2. PERFILHAMENTO 
Ocorre de 40 a 120 dias após o plantio. A presença de luz é indispensável e há necessidade de temperaturas mais altas, uma vez que, abaixo de 20 ºC, podem retardar esta etapa. O ideal é a temperatura de 30 ºC.

 

 

3. CRESCIMENTO DE COLMOS
Inicia-se de 120 a 270 dias após o plantio. Nela ocorre o crescimento sucessivo de folhas e é uma fase que requer grande quantidade de luz. Aqui o clima não influencia tanto, embora temperaturas amenas sejam desejáveis.

 

 

4. MATURAÇÃO A maturação começa de 270 a 360 dias após o plantio. Esta é a fase mais longa e pode durar por até 6 meses, sendo uma das mais influenciadas pelo clima. É nela que o vegetal deve parar de crescer e ocorre o máximo acúmulo de sacarose no colmo.
Ao contrário da brotação, temperaturas mais baixas são bem-vindas aqui. A faixa ideal para a maturação é de 10° a 20° C, para impedir o crescimento da planta e aumentar a produção de sacarose.
Além disso, também é importante que haja ausência de chuvas, corte da irrigação e deficiência de nitrogênio no solo.

 

 

 

 

5. FLORESCIMENTO Esta fase é indesejável para um canavial! Se ocorrer o florescimento, a cana começa a utilizar as suas reservas, consequentemente ficando mais fibrosa, o que dificulta a sua industrialização.
Com ele, o rendimento cai cerca de 30%: a cada 100 ton/ha, são produzidas apenas 70 toneladas.
E são os fatores climáticos como tempo de insolação, temperatura e umidade que influenciarão o florescimento. Para evitá-lo, baixas temperaturas e baixa umidade são fundamentais. É importante também utilizar inibidores de florescimento, quando a planta já apresentar 4 colmos visíveis.

 

 

 

Solução

 

 

Para auxiliar no processo de maturação do seu canavial, utilize RIPER. Ele é um maturador da IHARA que regula o crescimento e aumenta os níveis de sacarose da cana de forma rápida, flexível e eficaz. É rápido porque, a partir de 15 dias, já há ganhos consideráveis de ATR (Açúcar Total Recuperável). Flexível, pois você pode utilizá-lo em quaisquer umas das fases do ciclo: brotação, perfilhamento, crescimento de colmos ou maturação. E eficaz porque o uso proporciona uma excelente janela de colheita, diminuindo os riscos de perder a produtividade devido ao florescimento.

 

Conheça mais sobre RIPER e outras soluções IHARA para a cana.

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio