Requeima

Phytophthora infestans
A requeima, também conhecida por mela, é causada pelo oomiceto Phytophthora infestans e caracteriza-se por ser a mais importante e destrutiva doença do tomateiro, podendo comprometer todo o campo de produção em poucos dias.
Baixar ficha técnica

CARACTERÍSTICAS

 

A espécie Phytophthora infestans apresenta características morfológicas semelhantes às dos fungos, porém, taxonomicamente é estreitamente relacionada às dos organismos aquáticos, como as algas marrons e as diatomáceas. Apesar de apresentar crescimento micelial característico, ela difere dos fungos superiores por apresentar micélio sem septos e a parede celular composta por celulose e glucanas.

 

CICLO REPRODUTIVO

 

O processo de reprodução sexuada envolve a participação de indivíduos geneticamente distintos e contribui para o aumento da variabilidade genética da população. Os indivíduos são classificados em dois tipos de compatibilidade: A1 e A2. A reprodução sexuada ocorre somente quando os dois grupos coexistem na mesma área, na mesma planta ou na mesma lesão, e ocorre a troca de material genético.

 

DANOS À LAVOURA

 

A requeima pode ocorrer em qualquer fase do desenvolvimento da planta e afeta de forma drástica diversos órgãos, como folhas, hastes, caules, frutos e tubérculos. Sua propagação é extremamente rápida e seu alto potencial destrutivo pode acarretar grandes prejuízos de natureza qualitativa e quantitativa. Os frutos do tomateiro apresentam manchas irregulares, escuras, de coloração marrom-pardo, de aspecto oleoso e consistência firme, podendo aumentar de tamanho e estender-se por toda a superfície do fruto, causando podridão dura, sem causar sua queda. Nos tubérculos de batata as lesões são castanhas, superficiais, irregulares e com bordos definidos. No interior dos mesmos, a necrose é irregular, de coloração marrom, aparência granular e mesclada.

 

CONTROLE E MANEJO

 

Programas de produção integrada recomendam para o manejo da requeima a adoção de medidas conjuntas como: uso de sementes certificadas; plantio de cultivares com algum nível de resistência; escolha correta da área (evitar o plantio em áreas úmidas e sujeitas à neblina); manejo correto do solo e da água (irrigação controlada); nutrição equilibrada; rotação de culturas; eliminação de restos culturais; controle de plantas daninhas; controle biológico; monitoramento ambiental e aplicação criteriosa de fungicidas

 

IMPACTOS NA SOCIEDADE

 

A ocorrência da Requeima pode resultar em grandes danos e prejuízos e até limitar a cultura do tomate em algumas épocas de plantio e em regiões do país, pela falta de controle eficaz ou pela elevação do custo de produção com a aplicação de agroquímicos.

 

 

Fonte: Embrapa Hortaliças

 

 

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio