Capim-Amargoso

Digitaria insularis
O capim-amargoso (Digitaria insularis) é uma das principais plantas daninhas encontradas nas áreas de produção de grãos, principalmente em regiões com intenso cultivo de culturas transgênicas. Apresenta alta capacidade de germinação e se desenvolve praticamente o ano inteiro nas diferentes condições edafoclimáticas brasileiras.
Baixar ficha técnica

CARACTERÍSTICAS

 

É uma planta herbácea, ereta, rizomatosa, de colmos estriados, com 50-100 cm de altura. As folhas apresentam bainhas longas. As panículas são grandes, com 15-30 cm de comprimento. Cada panícula é formada por 20-50 racemos, com 10-15 cm de comprimento, os quais são cobertos por pelos sedosos, de coloração amarelo-prateada. Propaga-se por sementes e por curtos rizomas (estruturas de reserva subterrâneas). Vegeta com grande vigor, formando touceiras que florescem praticamente durante todo o verão.

 

CICLO REPRODUTIVO

 

O capim-amargoso é uma espécie de ciclo perene, com metabolismo fotossintético de alta eficiência, porém, apresenta crescimento inicial lento até os 45 dias após a emergência das plântulas. A partir desse estádio, há um crescimento acelerado, devido à alta capacidade de perfilhamento e também à formação de rizomas, até a emissão da inflorescência, que ocorre entre os 63 e 70 dias após a emergência. Uma vez ocorrido o processo de perenização, a planta floresce e dissemina suas sementes durante todo o ano.

 

DANOS À LAVOURA

 

Pesquisas revelam que as perdas de produtividade da soja ocasionadas pela presença de capim amargoso são significativas, podendo variar de 21%, com uma planta de capim-amargoso por metro quadrado, a 59%, com populações de oito plantas por metro quadrado. Estudo realizado pela Embrapa nas principais regiões produtoras do país avaliou que os custos de produção em lavouras de soja infestadas com capim-amargoso podem subir, em média, 165%, principalmente pelo aumento de gastos com herbicidas e pela perda de produtividade da soja.

 

CONTROLE E MANEJO

 

O manejo integrado é uma alternativa importante para prevenção e manejo dessa planta daninha. O uso combinado de herbicidas com mecanismos de ação diferentes e aplicações em momentos distintos oferece maiores chances de sucesso, pois amplia o espectro de controle da planta em suas diversas fases fenológicas, inclusive após a emissão de rizomas e entrada em florescimento.

 

IMPACTOS NA SOCIEDADE

 

Os efeitos negativos causados pelo capim-amargoso se manifestam sobre a quantidade e a qualidade da produção agrícola, consequência da competição pelos recursos de crescimento oferecidos pelo ambiente.

FONTE: EMBRAPA

 

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio