Azevém

Lolium multiflorum
O azevém, Lolium multiflorum, destaca-se como uma das plantas daninhas infestantes mais problemáticas da cultura do trigo, causando prejuízos à produtividade e à qualidade dos grãos colhidos, além de aumentar os custos de colheita, transporte, secagem e beneficia-mento dos grãos.
Baixar ficha técnica

CARACTERÍSTICAS

 

O azevém é uma planta herbácea, podendo formar touceiras de 0,50 m até 1,20 m. Suas folhas são finas e laminadas, de coloração verde brilhante.

 

CICLO REPRODUTIVO

 

O ciclo biológico do azevém é de produção outono-inverno-primaveril e suas etapas básicas de crescimento e desenvolvimento são: (1) germinação, (2) estádio vegetativo, perfilha-mento e alongamento de entrenós, (3) emergência floral, floração plena, (4) fecundação e formação de sementes.

 

DANOS À LAVOURA

 

O azevém compete com a cultura do trigo e com outros cereais de inverno pelos recursos do meio, como água, luz e nutrientes, e também interfere no estabelecimento de culturas de verão, como soja e milho, na pré-semeadura e emergência, interferindo no estabelecimento dessas culturas. Estudos indicam que apenas 1 planta de azevém por metro quadrado reduz 0,4% a produtividade final de grãos do trigo.

 

CONTROLE E MANEJO

 

Devido à evolução da resistência do azevém a herbicidas, deve-se aliar o manejo cultural ao manejo químico, buscando um planejamento de todo o sistema a longo prazo.

 

IMPACTOS NA SOCIEDADE

 

O azevém é uma espécie de gramínea com alta capacidade competitiva que pode diminuir produtividade do trigo em até 56%, dependendo da infestação.

 

Fonte: Embrapa Trigo

 

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio