Por boas práticas de governança, IHARA recebe renovação do selo Mais Integridade

05/02/2021
Ihara
Emitido pelo Ministério da Agricultura, certificado reconhece empresas com as melhores práticas de governança e gestão no agronegócio

 

Nesta sexta-feira (05), a IHARA, empresa de pesquisa e desenvolvimento especializada em defensivos agrícolas, participou da cerimônia oficial da entrega da renovação do selo Mais Integridade, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e também da assinatura do Pacto pela Ética, Integridade, Responsabilidade, Sustentabilidade e uso adequado da Marca, que aconteceu em Brasília (DF). A companhia esteve representada por Clayton Veiga, Diretor de Pesquisa & Desenvolvimento da IHARA.

 

O órgão atestou as boas práticas de governança e gestão da empresa, que desde 2018 é premiada por desenvolver iniciativas que promovem o relacionamento íntegro e ético dentro da empresa e nas relações entre os setores público e privado ligados ao agronegócio.

 

O MAPA reconhece as melhores empresas e ações nas áreas de responsabilidade social, sustentabilidade, ética e integridade no agronegócio. Ao todo foram certificadas 19 entidades, sendo apenas duas do setor de defensivos agrícolas – entre elas a IHARA, que pela terceira vez consecutiva é premiada pelo Ministério.

 

“Ética e integridade fazem parte dos valores da IHARA e trabalhamos para que isso esteja presente em todas as nossas relações”, explica Veiga, que lembra que a IHARA é uma empresa com raízes japonesas. “Esses valores estão muito presentes na cultura oriental e nós fazemos questão de mantê-los nesses 56 anos de história”.

 

O selo Mais Integridade não é bom apenas para a empresa, mas também para o agricultor, que reconhece a IHARA com uma companhia transparente e comprometida com o desenvolvimento do agronegócio. “Essa conquista reafirma para toda a cadeia produtiva, desde os colaboradores, fornecedores, distribuidores e produtor rural, que pode confiar na IHARA e em seus produtos e soluções”, finaliza Veiga.

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio