Maturação da cana: veja como produzir sacarose com mais eficiência

16/06/2020
Cultura • Cana-de-Açúcar
Maturadores são produtos químicos responsáveis pela indução do amadurecimento de plantas, causando, assim, a translocação e o armazenamento dos açúcares na cana-de-açúcar

 

O custo de produção e da venda do açúcar, álcool e derivados da cana-de-açúcar estão fortemente relacionados com a quantidade de açúcares presentes nos colmos no momento em que é realizada a operação de colheita, sendo esse processo conhecido como maturação.

 

Porém há algumas vantagens econômicas em iniciar a colheita da cana-de-açúcar de forma antecipada, ou seja, antes da planta atingir o pico de maturação. Da mesma forma, prolongar a safra para realizar a colheita mais tarde pode ser uma necessidade.

 

Nessas situações o ideal será estimular o acúmulo antecipado de sacarose ou manter elevados os teores de açúcar no momento da colheita. Por isso, o uso do maturador da cana-de-açúcar torna-se essencial, pois ele deixa os teores de açúcares mais ideais no momento da colheita.

 

Portanto, estes maturadores precisam ser utilizados da forma mais assertiva possível, permitindo um acúmulo suficiente de sacarose sem comprometer a produtividade.

 

O que define o processo de maturação da cana-de-açúcar?

 

A maturação da cana-de-açúcar é um processo natural que ocorre quando a planta sofre uma espécie de estresse, reduzindo a síntese de hormônios para crescimento e reequilibrando seu metabolismo para que os fotoassimilados sejam direcionados no acúmulo de sacarose.

 

Para que esse processo ocorra, a planta continua fazendo fotossíntese, ou seja, precisará de luz em quantidade elevada e nutrição equilibrada. Entretanto, na maturação, há redução da umidade e da temperatura.

 

No caso da umidade, o menor volume de água ativará a redução da síntese hormonal de crescimento, estimulando a produção de sacarose. Já a redução da temperatura ajudará com o processo de cessar o crescimento e aumentar o acúmulo de sacarose.

 

Entretanto, alguns desses fatores podem não acontecer, ou seja, a queda de temperatura não foi tão intensa, a redução das precipitações não ocorreu ou o volume de nutrientes não estava adequado e tudo isso será determinante para contribuir com o não processo natural de maturação.

 

Para resolver isto e induzir a planta a entrar em seu estágio de maturação ideal são utilizados os maturadores da cana-de-açúcar, cuja função é antecipar o acúmulo de açúcares nos colmos da cana ou contribuir com a manutenção da sacarose acumulada em razão de fatores climáticos.

 

Quando e porque usar o maturador da cana-de-açúcar?

 

Maturadores são produtos químicos responsáveis pela indução do amadurecimento de plantas, causando, assim, a translocação e o armazenamento dos açúcares na cana-de-açúcar, elevando, por consequência, os níveis de ATR (Açúcares Totais Recuperáveis).

 

Os maturadores agem para alterar a morfologia e a fisiologia da planta, podendo levar a modificações qualitativas e quantitativas na produção. Eles podem atuar de duas formas:

 

  • Promovendo a diminuição do crescimento da planta, possibilitando incrementos no teor de sacarose, precocidade de maturação e aumento de produtividade;
  • Atuar sobre as enzimas (invertases), que catalisam o acúmulo de sacarose nos colmos.

 

O uso destes produtos deve ser muito bem planejado, já que seu período de efeito varia entre 20 a 60 dias, dependendo da variedade, tipo de produto e época de aplicação. Além disso, a definição da época de utilização dos maturadores também exercerá influência na planta:

 

  • Início da safra: utilizado para variedades mais precoces, agindo para inibir o florescimento dos cultivares mais floríferos;
  • Meio da safra: utilizado para exploração do potencial máximo de sacarose das variedades;
  • Final de safra: responsável pela melhoria da qualidade da cana pela manutenção do teor de sacarose, evitando o seu declínio pelo reinício das chuvas

Maturadores: transformando energia de crescimento em sacarose

 

Para promover um teor ideal de sacarose da planta no momento da colheita, boa parte das usinas estão utilizando um maturador muito poderoso que transforma a energia de crescimento em sacarose de maneira rápida, flexível e bastante eficaz. Este maturador apresenta ainda importantes vantagens e benefícios:

 

  • Antecipa a colheita em razão da alta sistemicidade e baixa carência (intervalo de segurança);
  • Eleva o ATR (kg açúcar/tonelada de cana) em menos tempo;
  • Preserva a produtividade, já que pode ser aplicado mais próximo a colheita;
  • Cana com mais TAH (toneladas de açúcar por hectare);
  • Flexibilidade de uso e ação rápida, auxiliando no gerenciamento da colheita.

 

Além destas qualidades, devido à sua alta solubilidade, este produto é imediatamente absorvido pela planta e o ganho de açúcar começa imediatamente após a sua absorção. Esta característica faz com que este maturador seja único no mercado. A solubilidade também aumenta sua mobilidade dentro da planta até atingir seu sítio de ação.

 

Resultados de campo mostram a eficiência deste maturador, com grande média de ganho de ATR e TAH mais elevados em variedades precoces, médias e tardias. Apresenta também um ganho de ATR bastante rápido, assim como contribui com o aumento da produtividade.

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio