IHARA investe mais de R$ 5,5 milhões em projeto de sustentabilidade no agronegócio em 2021

07/04/2021
Ihara
O projeto Cultivida continua este ano com a distribuição de 300 mil EPIs para contribuir com a aplicação correta e segura dos defensivos agrícolas, realizada pelos agricultores

 

A IHARA, empresa de pesquisa e desenvolvimento especializada em defensivos agrícolas, continuará em 2021 apoiando a adoção de boas práticas agrícolas e uso correto e seguro dos defensivos agrícolas por meio do projeto Cultivida. Neste ano, a empresa investirá aproximadamente R$ 5,5 milhões e serão distribuídos 300 mil equipamentos de proteção individual para os agricultores, além de levar informações sobre a utilização correta de seus produtos.

 

Na fase inicial do projeto, entre os anos de 2012 a 2016, o Cultivida passou por mais de 20 municípios em 13 estados do País. Com a etapa seguinte, implementada a partir de 2017 e ainda vigente, foram distribuídos cerca de 600 mil EPIs, somando um investimento de mais de R$ 8 milhões.

 

Além disso, o projeto promoveu a capacitação dos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) das regiões atendidas pelo Cultivida para identificação de eventuais casos de intoxicação por defensivos agrícolas em geral, bem como a avaliação das condições de saúde da população rural envolvida com atividades agrícolas. Isso foi possível através da parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no período compreendido entre 2012 a 2016. Ao todo, quase 2 mil agentes de saúde foram treinados, com o objetivo de capacitá-los para a implantação do Programa de Monitoramento da Saúde de Populações Expostas a Defensivos Agrícolas.

 

As regiões de pequenas propriedades, em que a própria família é responsável pela aplicação dos defensivos agrícolas são o foco do projeto. Esse público recebe informações relacionadas a boas práticas agrícolas, como o uso correto dos equipamentos de proteção individual (EPIs), tecnologia de aplicação e destinação final de embalagens.

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio