Ácaro-da-falsa-ferrugem

Phyllocoptruta oleivora
O Phyllocoptruta oleivora, conhecido popularmente como ácaro da falsa ferrugem, é considerado a segunda praga mais importante dos citros, devido à sua rápida reprodução e aos danos que ocasiona às plantas. Apresenta especificidade hospedeira, ocorrendo em todas as variedades de citros. 
Baixar ficha técnica

CARACTERÍSTICAS

 

Mede entre 0,13 e 0,17 mm, é de coloração amarela a castanho amarelado e apresenta o corpo fusiforme, bastante delgado. Tem dois pares de pernas curtas anteriores e um par de lóbulos na extremidade posterior, que auxiliam no movimento e aderência às superfícies das plantas. As fêmeas são mais longas que os machos e depositam os ovos isoladamente em depressões nas superfícies dos frutos e folhas. 

 

CICLO REPRODUTIVO

 

O ciclo biológico do ácaro da falsa ferrugem compreende os estádios de ovo, larva, ninfa e adulto, com períodos de quiescência entre larva e ninfa e entre ninfa e adulto. O ciclo completo varia de 7 a 10 dias no verão e é de 14 dias no inverno. A longevidade máxima da fêmea é de 20 dias, período no qual libera cerca de 20 ovos.

 

DANOS À LAVOURA

 

As infestações do ácaro reduzem a capacidade fotossintética da planta, o que provoca diminuição na produtividade do pomar. Quando o ácaro perfura a epiderme dos frutos, provoca o rompimento de glândulas de óleo, o qual, em contato com os raios solares, oxida-se, conferindo aos frutos a coloração escura, sintoma conhecido por “mulata”. O ataque severo da praga em um pomar pode torná-lo economicamente inviável devido à queda de frutos, que pode variar de 5 a 20%, dependendo do nível de infestação.

 

CONTROLE E MANEJO 

 

Para fazer um bom controle do ácaro da falsa ferrugem é importante reconhecê-lo em condições de campo. Os produtores devem monitorar a população do ácaro durante todo o ano, redobrando a atenção nos meses chuvosos e na presença de frutos jovens. O controle químico tem sido o método mais utilizado para combater o ácaro.

 

IMPACTOS NA SOCIEDADE

 

O Brasil é o maior produtor mundial de laranjas e o maior exportador do suco da fruta, atendendo a diversos países e ocupando posição estratégica no agronegócio mundial. Devido à intensa ocorrência de pragas e doenças nas lavouras, a produção e a produtividade da citricultura são constantemente ameaçadas.

FONTE: Instituto Biológico de São Paulo

 

Culturas que atinge

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio