Mancha-preta

Pseudocercospora personata
A mancha preta é causada por um fungo que se reproduz assexuada e sexuadamente, denominado Phyllosticta citricarpa. Ele é específico de plantas cítricas, podendo causar lesões em ramos, folhas e frutos. Disseminado por meio de mudas, restos de material vegetal, água da chuva e vento.
Baixar ficha técnica

CARACTERÍSTICAS

 

Em sua fase sexual, o patógeno produz pseudotécios em folhas cítricas em decomposição no solo. Os pseudotécios são corpos de frutificação isolados ou agregados, globosos, com 100 a 175 μm de diâmetro, apresentando um ostíolo circular e sem paráfises.

 

CICLO REPRODUTIVO

 

O ciclo da doença inicia-se com a queda no solo de folhas infectadas com o patógeno. Quando essas folhas entram em decomposição são formados os ascósporos. Esses esporos são levados por correntes de ar ou gotas de água para diversas regiões da mesma planta ou para outras plantas, infectando ramos, folhas e frutos. Nesses tecidos, os esporos germinam e o fungo se desenvolve, produzindo picnídios ou conídios que podem ser transportados apenas por gotas de água.

 

DANOS À LAVOURA

 

O principal dano da mancha preta para a citricultura consiste na maturação e queda prematura de frutos, que pode reduzir em até 85% a produção das plantas de laranja doce. Além de causar a queda de frutos, o patógeno deixa a fruta com aparência manchada, o que prejudica a sua comercialização no mercado in natura.

 

CONTROLE E MANEJO 

 

Para o controle da doença, as estratégias recomendadas são várias, mas para início é ideal fazer o plantio de mudas sadias, provenientes de viveiros certificados. A eliminação de frutos infectados antes do início da florada, o controle da entrada e do trânsito de material no pomar (material vegetal, veículos) e a manutenção de cobertura morta debaixo da copa, por meio de roçada ecológica, para evitar a disseminação do inóculo presente no solo.

 

IMPACTOS NA SOCIEDADE

 

A citricultura ocupa lugar de destaque no País, devido ao seu grande valor de exportação e à sua importância social, gerando grande número de empregos e permitindo que pequenos proprietários permaneçam com suas famílias sobrevivendo no campo. A mancha preta dos citros pode causar prejuízos significativos ao produtor. Ao provocar lesões na casca dos frutos, deprecia-os comercialmente para o mercado interno de frutas frescas e restringe a sua exportação para vários países.

 

FONTE: AGROLINK

 

Culturas que atinge

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber notícias do agronegócio